Novo

Ellet DD- 398 - História

Ellet DD- 398 - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Ellet

Cinco membros da família Ellet, da Pensilvânia, prestaram serviços valiosos durante a Guerra Civil: Coronel Charles Ellet, Jr .; Brigadeiro-general Alfred W. Ellet; Coronel Charles R. Ellet, Tenente Coronel John A. Ellet e Edward C. Ellet. Os dois primeiros oficiais comandaram a frota Ellet Ram.

(DD-398: dp. 1.850; 1. 341'3 "; b. 35'6"; dr. 10'9 "; v. 38
k .; cpl. 184; um 4 5 ", 16 21" tt .; c1. Gridley)

Ellet (DD-398) foi lançado em 11 de junho de 1938 pela Federal Shipbuilding and Dry Dock Co., Kearny, N.J .; patrocinado pela Srta. Elvira Daniel Cabell, neta do Coronel Charles Ellet Jr .; e comissionado em 17 de fevereiro de 1939, o Tenente Comandante F. J. Mee no comando.

Em setembro e outubro de 1939, Ellet operou os Grand Banks na Patrulha de Neutralidade, depois com a Divisão 18 de Destroyer de Galveston com a Patrulha do Golfo Ocidental. Com base em San Diego, após 26 de fevereiro de 1940, ela se juntou às manobras da Battle Force até o Havaí. No verão de 1941, seu porto de origem tornou-se Pearl Harbor e em outubro ela trouxe para casa uma expedição de pesquisa do Exército da Ilha Christmas para Honolulu.

Quando os japoneses atacaram Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, Ellet estava voltando do reforço da Ilha Wake na tela de TF 8, com a qual permaneceu ao longo de dezembro. Depois de uma viagem de escolta de comboio até a costa oeste, ela protegeu um comboio de tropas de volta à Ilha Christmas em fevereiro.

Em abril, ela exibiu Carrier TF 16, que lançou B-25 no famoso Halsey-Doolittle Raid em Tóquio e outras cidades japonesas e voltou a Pearl Harbor no dia 25. Os mesmos navios competiram 6 dias depois para reforçar os porta-aviões rumo à grande vitória dos Aliados no Mar de Coral. Foi vencido antes que a força de Ellet chegasse lá, então o TF 16 voltou a Pearl Harbor. O TF 16 partiu de Pearl Harbor em 28 de maio de 1942 mais uma vez para se juntar ao TF 17. Juntos, eles repeliram a frota japonesa na batalha decisiva de Midway em 4, 6 e 6 de junho. Os japoneses perderam quatro porta-aviões, muitas aeronaves, um número assustador de aviadores insubstituíveis. Ellet voltou a Pearl Harbor em 13 de junho para preparar-se para a invasão das Ilhas Salomão, a primeira ofensiva terrestre americana da guerra.

Ellet chegou ao largo de Guadalcanal em agosto de 1942 para um bombardeio pré-invasão, patrulhou a área de transporte e lutou contra ataques aéreos. Em 9 de agosto, ela resgatou 41 oficiais e 461 homens de Quincy (CA-89) e 1 homem de Astoria (CA-34), afundado na Batalha de Savo Island na noite anterior, depois juntou-se a Selfridge (DD-367) no triste dever de afundar o casco do HMAS Canberra, irremediavelmente abatido na mesma batalha. Enquanto escoltava transportes de volta para Noumea, Ellet foi destacada em 12 de agosto para examinar a força-tarefa da Enterprise (CV-6) cobrindo o reforço e o suprimento das Solomons. Ela voltou a Pearl Harbor em 10 de setembro.

Fora de Espiritu Santo, Ellet patrulhou as Salomão com TF 16 de novembro de 1942 a maio de 1943, depois voltou a Pearl Harbor. De volta a Espiritu Santo em 1º de julho, ela correu para Tulagi para a consolidação das Salomões do norte. Ela navegou para uma revisão na costa oeste em setembro de 1943.

No final de janeiro de 1944, Ellet estava de volta à ação, exibindo transportadoras prestes a invadir os Marshalls. Depois de uma semana em Pearl Harbor para reparos, ela entrou em ação na Nova Guiné, apoiando as operações em Hollandia em abril. Após seu retorno a Pearl Harbor, ela se juntou à 5ª Frota para a invasão das Marianas, exibindo ataques diversionistas aos Bonins e porta-aviões nos ataques a Saipan e Guam.

Ellet chegou ao Atol Ulithi em 13 de outubro de 1944 e foi enviada para explorar o vizinho Atol Ngulu para uma proposta de ancoragem da frota secundária. As tropas desembarcaram em Ngulu em 16 de outubro. Quando Montgomery (DM-17) atingiu uma mina no dia 17, Ellet veio ao resgate com bombas e depois a rebocou para a lagoa Ulithi.

No final de outubro, Ellet juntou-se ao Grupo de Patrulha e Escolta das Marianas. Ela bombardeou Iwo Jima, em dezembro de 1944 e janeiro seguinte. Com base em Guam e Saipan, ela escoltou comboios e patrulhou uma estação de resgate aéreo até julho de 1946.

Quando as hostilidades terminaram, Ellet estava fazendo reparos na Ilha Mare. Ela foi desativada lá em 29 de outubro de 1945 e vendida em 1º de agosto de 1947.

Ellet recebeu 10 estrelas de batalha pelo serviço prestado na Segunda Guerra Mundial.


História [editar | editar fonte]

Ellet (DD-398) foi lançado em 11 de junho de 1938 pela Federal Shipbuilding and Dry Dock Company, Kearny, New Jersey, patrocinado pela Srta. Elvira Daniel Cabell, neta do Coronel Charles Ellet Jr. e comissionado em 17 de fevereiro de 1939, Tenente Comandante F. J. Mee no comando.

Em setembro e outubro de 1939 Ellet operou os Grand Banks na Neutrality Patrol, depois com a Destroyer Division 18 de Galveston com a West Gulf Patrol. Com base em San Diego, após 26 de fevereiro de 1940, ela se juntou às manobras da Battle Force até o Havaí. No verão de 1941, seu porto de origem tornou-se Pearl Harbor e em outubro ela trouxe para casa uma expedição de pesquisa do Exército da Ilha Christmas para Honolulu.

Quando os japoneses atacaram Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, Ellet estava voltando do reforço da Ilha Wake na tela de TF & # 1608, com a qual ela permaneceu ao longo de dezembro. Depois de uma viagem de escolta de comboio até a costa oeste, ela protegeu um comboio de tropas de volta à Ilha Christmas em fevereiro.

Em abril, ela exibiu Carrier TF & # 16016, que lançou B-25 no famoso Halsey-Doolittle Raid em Tóquio e outras cidades japonesas e voltou a Pearl Harbor no dia 25. Os mesmos navios competiram 5 dias depois para reforçar os porta-aviões rumo à Batalha do Mar de Coral. Foi ganho antes Ellet's a força chegou lá, então TF & # 16016 retornou a Pearl Harbor. TF & # 16016 partiu de Pearl Harbor em 28 de maio de 1942 mais uma vez para se juntar à Força-Tarefa 17 (TF & # 16017). Juntos, eles repeliram a frota japonesa na Batalha de Midway em 4, 5 e 6 de junho. Os japoneses perderam quatro porta-aviões, muitos aviões, vários aviadores insubstituíveis. Ellet voltou a Pearl Harbor em 13 de junho para se preparar para a invasão das Ilhas Salomão, a primeira ofensiva terrestre americana da guerra.

Ellet chegou ao largo de Guadalcanal em 7 de agosto de 1942 para bombardeio pré-invasão, patrulhou a área de transporte e lutou contra ataques aéreos. Em 9 de agosto, ela resgatou 41 oficiais e 451 homens de Quincy (CA-39) e 1 homem de Astoria (CA-34), afundado na Batalha da Ilha de Savo na noite anterior, depois juntou-se Selfridge (DD-357) no dever de afundar o casco do HMAS Canberra, irremediavelmente abatido na mesma batalha. Enquanto a escolta transporta viagem de volta para Nouméa, Ellet foi destacado em 12 de agosto para rastrear o Empreendimento (CV-6) força-tarefa cobrindo reforço e abastecimento das Salomão. Ela voltou a Pearl Harbor em 10 de setembro.

Fora do Espiritu Santo Ellet patrulhou as Solomons com TF & # 16016 de novembro de 1942 a maio de 1943, depois voltou a Pearl Harbor. De volta a Espiritu Santo em 1º de julho, ela correu para Tulagi para a consolidação das Salomões do norte. Ela navegou para uma revisão na costa oeste em setembro de 1943.

No final de janeiro de 1944, Ellet estava de volta à ação, exibindo portadores prestes a invadir os Marshalls. Depois de uma semana em Pearl Harbor para reparos, ela entrou em ação na Nova Guiné, apoiando as operações em Hollandia em abril. Após seu retorno a Pearl Harbor, ela se juntou à 5ª Frota para a invasão das Marianas, exibindo ataques diversionistas aos Bonins e porta-aviões nos ataques a Saipan e Guam.

Ellet Chegou ao Atol Ulithi em 13 de outubro de 1944 e foi enviado para explorar o Atol Ngulu, na vizinhança, para uma proposta de ancoragem da frota secundária. As tropas desembarcaram em Ngulu em 16 de outubro. Quando Montgomery (DM-17) atingiu uma mina no dia 17, Ellet veio ao resgate com bombas e depois a rebocou para a lagoa Ulithi.

No final de outubro, Ellet juntou-se ao Grupo de Patrulha e Escolta das Marianas. Ela bombardeou Iwo Jima, em dezembro de 1944 e janeiro seguinte. Com base em Guam e Saipan, ela escoltou comboios e patrulhou uma estação de resgate ar-mar até julho de 1945.

Quando as hostilidades terminaram, Ellet estava consertando na Ilha de Mare. Ela foi desativada lá em 29 de outubro de 1945 e vendida em 1º de agosto de 1947.


HISTÓRIAS DE COMBATE DA Segunda Guerra Mundial

3:13 | Harry Beeman havia pressionado por uma missão de combate real e com certeza conseguiu uma. Seu contratorpedeiro fazia parte da força-tarefa que lançou o Doolittle Raid em Tóquio. Nada mal para uma primeira missão.

Mais de Harry Beeman

Palavras-chave: Harry Beeman USS Enterprise USS Hornet B-25 Doolittle Raid Piquete japonês USS Northampton USS Nashville Ilhas Salomão Midway Havaí USS Yorktown USS Hammann

Segunda guerra mundial

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 6:52

Harry Beeman estava empolgado por sair de casa e lutar contra os japoneses na Marinha, mas essa empolgação foi quase esmagada pelo enfadonho trabalho doméstico. Ele importunava os chefes todos os dias até que valeu a pena com uma missão a bordo de um navio de combate.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 02:54

Durante a batalha de Midway, Harry Beeman fez parte de uma equipe de natação crack a bordo do USS Ellet que tirou sobreviventes de navios de guerra afundando para fora da água. Eles fizeram isso enquanto se esquivavam de torpedos de um submarino japonês.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 5h35

A principal tarefa no navio de Harry Beeman, o contratorpedeiro USS Ellet, era proteger o porta-aviões USS Enterprise, mas eles também tiveram um treino bombardeando as ilhas ocupadas enquanto eram retiradas dos japoneses, uma por uma.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 4:33

Em seu contratorpedeiro, o apelido de Harry Beeman era Little Deadeye por causa de sua destreza ao derrubar aviões japoneses. Ele atribui suas habilidades com armas antiaéreas a uma infância repleta de aventuras com armas BB. Um avião em particular deu a ele um pouco de dificuldade, no entanto.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 7:00

Harry Beeman deveria ter uma Purple Heart. Seus ferimentos eram graves, mas ele não queria ser mandado para um navio-hospital, então se escondeu na pequena enfermaria até se recuperar. Agora ele gostaria de ter jogado direito. Ele também sobreviveu aos cuidados médicos de rotina em um contratorpedeiro da Marinha dos Estados Unidos, alguns dos quais rivalizavam com a tortura inimiga.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 3:07

A manutenção das armas de cinco polegadas do contratorpedeiro era interminável, explica o artilheiro Harry Beeman. Isso o mantinha ocupado quando ele e seus companheiros de tripulação não estavam ocupados pregando o mesmo truque, indefinidamente, nos ocupantes japoneses dos muitos atóis minúsculos que haviam reivindicado.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 3:00

Os parafusos estavam dobrados e os canos da arma lisos, de modo que o USS Ellet foi enviado a San Diego para reparos e recondicionamento. As seis semanas no porto foram memoráveis ​​para Harry Beeman, tanto pela visita à sua casa quanto pela gigantesca pista de dança do Paris Inn.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 4:30

Harry Beeman lembra como as tropas japonesas em Rota emergiam de suas cavernas e agitavam desafiadoramente suas bandeiras para o destruidor que passava. Isso ajudou na segmentação. Então, enquanto estava em Guam, ele descobriu um passeio em um B-29, que foi um destaque definitivo de sua turnê.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 5:05

Totalmente por coincidência, o artilheiro Harry Beeman encontrou dois futuros presidentes durante suas aventuras no Pacific Theatre.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 9:13

Destruidores eram os vaqueiros da frota, diz o companheiro do artilheiro Harry Breeman. Eles montavam rebanho em forças-tarefa de porta-aviões como os cowboys do Velho Oeste montavam rebanho em gado. Ele teve uma folga de seus deveres regulares quando foi feito um chamado para voluntários para pilotar os barcos Higgins que transportavam tropas para a costa.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 3:29

A Marinha regular menosprezava reservistas como ele, de acordo com Harry Beeman, mas quando os pontos foram totalizados no final da guerra, ele tinha 139, quando demorou 80 para ser dispensado. Isso fez com que o marinheiro de 22 anos recebesse o aplauso do Bronx com os mais velhos ao sair do navio e voltar para casa.

Harry Beeman | Segunda Guerra Mundial | USS Ellet (DD-398) | 2:43

Harry Beeman conta as histórias por trás de algumas de suas fotografias, incluindo como ele conseguiu alguns azuis extravagantes extras e por que ele foi enviado para aviões japoneses abatidos que ainda não haviam afundado.


Dicionário de navios de combate da Marinha Americana

Ellet (DD-398) foi lançado em 11 de junho de 1938 pela Federal Shipbuilding and Dry Dock Co., Kearny, N.J. patrocinado pela Srta. Elvira Daniel Cabell, neta do Coronel Charles Ellet, Jr. e comissionado em 17 de fevereiro de 1939, Tenente Comandante F. J. Mee no comando.

Em setembro e outubro de 1939 Ellet operou os Grand Banks na Neutrality Patrol, depois com a Destroyer Division 18 de Galveston com a West Gulf Patrol. Com base em San Diego, após 26 de fevereiro de 1940, ela se juntou às manobras da Battle Force até o Havaí. No verão de 1941, seu porto de origem tornou-se Pearl Harbor e em outubro ela trouxe para casa uma expedição de pesquisa do Exército da Ilha Christmas para Honolulu.

Quando os japoneses atacaram Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, Ellet estava voltando do reforço da Ilha Wake na tela do TF 8, com a qual ela permaneceu durante todo o mês de dezembro. Depois de uma viagem de escolta de comboio até a costa oeste, ela protegeu um comboio de tropas de volta à Ilha Christmas em fevereiro.

Em abril, ela exibiu Carrier TF 16, que lançou B-25 no famoso Halsey-Doolittle Raid em Tóquio e outras cidades japonesas e voltou a Pearl Harbor no dia 25. Os mesmos navios competiram 6 dias depois para reforçar os porta-aviões rumo à grande vitória dos Aliados no Mar de Coral. Foi ganho antes Ellet's a força chegou lá, então o TF 16 voltou a Pearl Harbor. O TF 16 partiu de Pearl Harbor em 28 de maio de 1942 mais uma vez para se juntar ao TF 17. Juntos, eles repeliram a frota japonesa na batalha decisiva de Midway em 4, 5 e 6 de junho. Os japoneses perderam quatro porta-aviões, muitas aeronaves, um número assustador de aviadores insubstituíveis. Ellet voltou a Pearl Harbor em 13 de junho para se preparar para a invasão das Solomons, a primeira ofensiva terrestre americana da guerra.

Ellet chegou ao largo de Guadalcanal em 7 de agosto de 1942 para um bombardeio pré-invasão, patrulhou a área de transporte e lutou contra ataques aéreos. Em 9 de agosto, ela resgatou 41 oficiais e 461 homens de Quincy (CA-89) e 1 homem de Astoria (CA-34), afundado na Batalha da Ilha de Savo na noite anterior, depois juntou-se Selfridge (DD-367) no triste dever de afundar o casco do HMAS Canberra, desesperadamente espancado na mesma batalha. Enquanto a escolta transporta viagem de volta para Noumea, Ellet foi destacado em 12 de agosto para rastrear o Empreendimento (CV-6) força-tarefa cobrindo reforço e abastecimento das Salomão. Ela voltou a Pearl Harbor em 10 de setembro.

Fora do Espiritu Santo Ellet patrulhou as Solomons com TF 16 de novembro de 1942 até maio de 1943, depois voltou a Pearl Harbor. De volta a Espiritu Santo em 1º de julho, ela correu para Tulagi para a consolidação das Salomões do norte. Ela navegou para uma revisão na costa oeste em setembro de 1943.

No final de janeiro de 1944, Ellet estava de volta em ação exibindo transportadoras prestes a invadir os Marshalls. Depois de uma semana em Pearl Harbor para reparos, ela entrou em ação na Nova Guiné, apoiando as operações em Hollandia em abril. Após seu retorno a Pearl Harbor, ela se juntou à 5ª Frota para a invasão das Marianas, exibindo ataques de diversão aos Bonins e porta-aviões nos ataques a Saipan e Guam.

Ellet Chegou ao Atol Ulithi em 13 de outubro de 1944 e foi enviado para explorar o Atol Ngulu, na vizinhança, para uma proposta de ancoragem da frota secundária. As tropas desembarcaram em Ngulu em 16 de outubro. Quando Montgomery (DM-17) atingiu uma mina no dia 17, Ellet veio ao resgate com bombas e depois a rebocou para a lagoa Ulithi.

No final de outubro, Ellet juntou-se ao Grupo de Patrulha e Escolta das Marianas. Ela bombardeou Iwo Jima, em dezembro de 1944 e janeiro seguinte. Com base em Guam e Saipan, ela escoltou comboios e patrulhou uma estação de resgate ar-mar até julho de 1946.

Quando as hostilidades terminaram, Ellet estava consertando na Ilha de Mare. Ela foi desativada lá em 29 de outubro de 1945 e vendida em 1º de agosto de 1947.

Ellet recebeu 10 estrelas de batalha pelo serviço prestado na Segunda Guerra Mundial. Transcrito e formatado para HTML por Patrick Clancey, HyperWar Foundation


USS Ellet (DD 398)

Desativado em 29 de outubro de 1945.
Stricken 13 de novembro de 1945.
Vendido em 1º de agosto de 1947 e dividido para sucata.

Comandos listados para USS Ellet (DD 398)

Observe que ainda estamos trabalhando nesta seção.

ComandanteA partir dePara
1Francis James Mee, USN17 de fevereiro de 193922 de junho de 1941 (1)
2Lt.Cdr. Francis Hartt Gardner, USN22 de junho de 194122 de janeiro de 1943 (1)
3T / Cdr. James Dickson Whitfield, USN22 de janeiro de 194327 de maio de 1943
4T / Cdr. Thomas Carson Phifer, USN27 de maio de 194310 de março de 1944 (1)
5T / Cdr. Eugene Carter Rider, USN10 de março de 194421 de janeiro de 1945
6James Robert Bancos, USN21 de janeiro de 194529 de outubro de 1945

Você pode ajudar a melhorar nossa seção de comandos
Clique aqui para enviar eventos / comentários / atualizações para esta embarcação.
Por favor, use isto se você detectar erros ou quiser melhorar esta página de navios.

Eventos notáveis ​​envolvendo Ellet incluem:

9 de agosto de 1942
Após um confronto com as forças navais japonesas em 9 de agosto de 1942 na Ilha de Savo, Ellet resgatou 509 homens alistados e 41 oficiais de águas infestadas de tubarões cobertos de óleo durante a escuridão e condições climáticas adversas do cruzador USS Quincy e um marinheiro do cruzador USS Astoria, ambos os navios tendo sido afundado no noivado citado. (2)

30 de novembro de 1944
USS Caiman (Cdr. F.C. Lucas, Jr., USN) conduziu exercícios fora de Saipan junto com USS Ellet (Cdr. E.C. Rider, USN).

1 de dezembro de 1944
USS Caiman (Cdr. FC Lucas, Jr., USN) conduziu exercícios fora de Saipan juntamente com USS Cassin (Cdr. VJ Meola, USN), USS Ellet (Cdr. EC Rider, USN) e USS Grayson (Cdr. WV Pratt, III , USN).

2 de dezembro de 1944
USS Caiman (Cdr. FC Lucas, Jr., USN) conduziu exercícios fora de Saipan juntamente com USS Cassin (Cdr. VJ Meola, USN), USS Ellet (Cdr. EC Rider, USN) e USS Grayson (Cdr. WV Pratt, III , USN).

Links de mídia


DD-398 Ellet

Ellet (DD-398) foi lançado em 11 de junho de 1938 pela Federal Shipbuilding and Dry Dock Co., Kearny, NJ, patrocinado pela Srta. Elvira Daniel Cabell, neta do Coronel Charles Ellet Jr. e comissionado em 17 de fevereiro de 1939, Tenente Comandante FJ Mee no comando .

Em setembro e outubro de 1939, Ellet operou os Grand Banks na Patrulha de Neutralidade, depois com a Divisão 18 de Destroyer de Galveston com a Patrulha do Golfo Ocidental. Com base em San Diego, após 26 de fevereiro de 1940, ela se juntou às manobras da Battle Force até o Havaí. No verão de 1941, seu porto de origem tornou-se Pearl Harbor e em outubro ela trouxe para casa uma expedição de pesquisa do Exército da Ilha Christmas para Honolulu.

Quando os japoneses atacaram Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, Ellet estava voltando do reforço da Ilha Wake na tela de TF 8, com a qual permaneceu ao longo de dezembro. Depois de uma viagem de escolta de comboio até a costa oeste, ela protegeu um comboio de tropas de volta à Ilha Christmas em fevereiro.

Em abril, ela exibiu Carrier TF 16, que lançou B-25 no famoso Halsey-Doolittle Raid em Tóquio e outras cidades japonesas e voltou a Pearl Harbor no dia 25. Os mesmos navios competiram 6 dias depois para reforçar os porta-aviões rumo à grande vitória dos Aliados no Mar de Coral. Foi vencido antes que a força de Ellet chegasse lá, então o TF 16 voltou a Pearl Harbor. O TF 16 partiu de Pearl Harbor em 28 de maio de 1942 mais uma vez para se juntar ao TF 17. Juntos, eles repeliram a frota japonesa na batalha decisiva de Midway em 4, 6 e 6 de junho. Os japoneses perderam quatro porta-aviões, muitas aeronaves, um número assustador de aviadores insubstituíveis. Ellet voltou a Pearl Harbor em 13 de junho para preparar-se para a invasão das Ilhas Salomão, a primeira ofensiva terrestre americana da guerra.

Ellet chegou ao largo de Guadalcanal em 7 de agosto de 1942 para um bombardeio pré-invasão, patrulhou a área de transporte e lutou contra ataques aéreos. Em 9 de agosto, ela resgatou 41 oficiais e 461 homens de Quincy (CA-39) e 1 homem de Astoria (CA-34), afundado na Batalha de Savo Island na noite anterior, depois juntou-se a Selfridge (DD-367) no triste dever de afundar o hulk do HMAS Canberra, irremediavelmente abatido na mesma batalha. Enquanto escoltava transportes de volta para Noumea, Ellet foi destacada em 12 de agosto para examinar a força-tarefa da Enterprise (CV-6) cobrindo o reforço e o suprimento das Solomons. Ela voltou a Pearl Harbor em 10 de setembro.

Fora de Espiritu Santo, Ellet patrulhou as Solomons com TF 16 de novembro de 1942 até maio de 1943, depois voltou a Pearl Harbor. De volta a Espiritu Santo em 1º de julho, ela correu para Tulagi para a consolidação das Salomões do norte. Ela navegou para uma revisão na costa oeste em setembro de 1943.

No final de janeiro de 1944, Ellet estava de volta à ação, exibindo transportadoras prestes a invadir os Marshalls. Depois de uma semana em Pearl Harbor para reparos, ela entrou em ação na Nova Guiné, apoiando as operações em Hollandia em abril. Após seu retorno a Pearl Harbor, ela se juntou à 5ª Frota para a invasão das Marianas, exibindo ataques de diversão aos Bonins e porta-aviões nos ataques a Saipan e Guam.

Ellet chegou ao Atol Ulithi em 13 de outubro de 1944 e foi enviada para explorar o vizinho Atol Ngulu para uma proposta de ancoragem da frota secundária. As tropas desembarcaram em Ngulu em 16 de outubro. Quando Montgomery (DM-17) atingiu uma mina no dia 17, Ellet veio ao resgate com bombas e depois a rebocou para a lagoa Ulithi.

No final de outubro, Ellet juntou-se ao Grupo de Patrulha e Escolta das Marianas. Ela bombardeou Iwo Jima, em dezembro de 1944 e janeiro seguinte. Com base em Guam e Saipan, ela escoltou comboios e patrulhou uma estação de resgate aéreo até julho de 1945.

Quando as hostilidades terminaram, Ellet estava fazendo reparos na Ilha Mare. Ela foi desativada lá em 29 de outubro de 1945 e vendida em 1º de agosto de 1947.


Mục lục

Ellet được đặt lườn tại xưởng tàu của hãng Federal Shipbuilding and Drydock Company, ở Kearny, New Jersey vào ngày 3 tháng 12 năm 1936. Nó được hạ thủy vào ngày 11 tháng 6 năm năm 1938 được đỡ đầu bi chá cira Daniel Cabrai ci bira Daniel Cabrai cira tá Charles Ellet, Jr. và được đưa ra hoạt động vào ngày 17 de 2 năm 1939 dưới quyền chỉ huy của Thiếu tá Hải quân FJ Mee.

Trong tháng 9 và tháng 10 năm 1939, Ellet hoạt động Tuần tra Trung lập ngoài khơi Grand Banks, rồi cùng với Đội khu trục 18 hoạt động tuần tra từ Galveston, Texas. Đặt căn cứ tại San Diego, Califórnia từ ngày 26 de 2 de novembro de 1940, nó tham gia cùng Lực lượng Chiến trận để thực hành cơ động xa đến tận khu vực quần đảo Havaí. Vào mùa Hè năm 1941, cảng nhà của nó được chuyển đến Trân Châu Cảng, và vào tháng 10 đã đưa một đội khảo sát Lục quân từ đảo Christmas quay trở về Honolulu.

Khi Nhật Bản bất ngờ tấn công Trân Châu Cảng vào ngày 7 de 12 de novembro de 1941, Ellet đang trên đường quay trở về sau chuyến đi tăng cường lực lượng đồn trú cho đảo Wake, trong thành phần hộ tống cho Lực lượng Đặc nhiệm 8, mà nó tiếp tục tục tc vụ trong suốn tục phục vụ trong suốn o về vùng bờ Tây, nó hộ tống một đoàn tàu chuyển quân đến đảo Christmas trong tháng 2.

No tháng 4, nó hộ tống các tàu sân bay thuộc Lực lượng Đặc nhiệm 16 để tung các máy bay ném bom hạng trung B-25 Mitchell trong cuộc Không kích Doolittle nổi tiếng xuống xuống xuống trung trung B-25 Mitchell trong cuộc Không kích Doolittle nổi tiếng xuống xuống xuống trung trung Trân Châu Cảng vào ngày 25 tháng 4. Cũng những con tàu này lại lên đường năm ngày sau đó để gia nhập cùng các tàu sân bay tham gia Trận chiến kiến ​​kiến ​​Chiến Trung Coral nhưn kn chiến trận chiến Coral Trận trận chiến Coral trận trun Ellet đến nơi, và Lực lượng Đặc nhiệm 16 quay trở về Trân Châu Cảng. Mot lần Nua djon VI này lại KHOI Hành từ Trân Châu Cang vào ngày 28 tháng 5 năm 1942 DJE gia nhập cung Luc lượng đặc Nhiệm 17 cung với nhau, HO đã DjAy lui Ham đối Nhât Bản trong Tran intermediário từ ngày 4 đến ngày 6 tháng 6. Phía Nhật mất bốn tàu sân bay, nhiều máy bay cùng những phi công hải quân đầy kinh nghiệm khó lòng thay thế. Ellet quay trở về Trân Châu Cảng vào ngày 13 tháng 6 để chuẩn bị cho việc chiếm đóng quần đảo Salomão, cuộc phản công đầu tiên của Đồng Minh tại Thái Bình Dương.

Ellet đi đến ngoài khơi Guadalcanal vào ngày 7 tháng 8 để bắn phá chuẩn bị, tuần tra tại khu vực vận chuyển, và chống trả các cuộc không kích của đối phương. Vào ngày 9 de 8, nó cứu vớt 41 sĩ quan và 451 thủy thủ của Quincy (CA-39) cùng một người của Astoria (CA-34), cả hai chiếc tàu tuần dương hạng nặng bị đánh chìm trong Trận chiến đảo Savo đêm hôm trước rồi tham gia cùng Selfridge (DD-357) trong nhiệm vụ đánh chìm tàu ​​tuần dương HMAS Canberra, vốn bị hư hại nặng cùng trong trận này. Đang khi hộ tống các tàu vận tải quay trở lại Nouméa, nó được cho tách ra vào ngày 12 tháng 8 để hộ tống lực lượng đặc nhiệm tàu ​​sân bay Empreendimento (CV-6), đang bảo vệ cho đoàn tàu đưa lực lượng tăng viện và hàng tiếp liệu đến Salomão. Chiếc tàu khu trục quay trở về Trân Châu Cảng vào ngày 10 de 9.

Hoạt động từ Espiritu Santo, Ellet tham gia tuần tra tại khu vực quần đảo Solomon cùng Lực lượng Đặc nhiệm 16 từ tháng 11 năm 1942 đến tháng 5 năm 1943, rồi quay trở về Trân Châu Cảng. Trở lại Espiritu Santo vào ngày 1 tháng 7, nó vội vã đi đến Tulagi củng cố cho lực lượng phía Bắc quần đảo Solomon, rồi được đại tu tại vùng bờ Tây từ tháng tháng 9 nă cu nm 19. trở lại hoạt động, hộ tống các tàu sân bay trong chiến dịch chiếm đóng quần đảo Marshall. Sau một tuần lễ tại Trân Châu Cảng để sửa chữa, nó tham gia hoạt động tại khu vực Nova Guiné, hỗ trợ các hoạt động tại Holandaia trong tháng 4. Quay trở về Trân Châu Cảnđộnđộ ngia dịch chiếm đóng quần đảo Mariana, bảo vệ cho các cuộc không kích nghi binh phân tán xuống quần đảo Bonin cũng như trong hoạt động chính của các tàu sân bay tại Saipan vàu.

Ellet đi đến đảo san hô Ulithi vào ngày 13 tháng 10 năm 1944, nơi nó được gửi đi trinh sát đảo san hô Ngulu lân cận cho một địa điểm được đề nghị thả neo hạm đội ng. Binh lính đổ bộ lên Ngulu vào ngày 16 de 10, và khi chiếc tàu rải mìn Montgomery (DM-17) trúng một quả thủy lôi vào ngày 17 de 10, Ellet đã đi đến trợ giúp bơm nước chống ngập rồi kéo nó vào vũng biển Ulithi. Đến cuối tháng 10, Ellet tham gia Đội Tuần tra và hộ tống Mariana. Nó bắn phá Iwo Jima trong tháng 12 năm 1944 và tháng 1 năm 1945. Đặt căn cứ tại Guam và Saipan, nó hộ tống vận tải và tuần tra, hoạt động cứu vớt canh phòng máy cho 745 đến bay đến.

Khi xung đột kết thúc, Ellet Ilha de đang được sửa chữa tại Xưởng hải quân Mare. Nó được cho xuất biên chế tại đây vào ngày 29 tháng 10, và bị bán để tháo dỡ vào ngày 1 tháng 8 năm 1947.

Ellet được tặng thưởng mười Ngôi sao Chiến trận do thành tích phục vụ trong Chiến tranh Thế giới thứ hai.


USS Ellet (DD-398)

O destruidor USS Ellet (DD-398), nomeado em homenagem a cinco membros de uma família da Pensilvânia que serviu na Guerra Civil, foi construído pela Federal Shipbuilding and Dry Dock Company e lançado em 11 de junho de 1938. Encomendado em 17 de fevereiro de 1939, o Ellet passou setembro e outubro de 1939 na Patrulha da Neutralidade. Seu porto de origem foi transferido para Pearl Harbor em meados de 1941.

o Ellet estava voltando de uma missão de reforço na Ilha Wake com a Força-Tarefa 8 quando os japoneses atacaram o Havaí em 7 de dezembro de 1941. O Ellet logo foi colocado para trabalhar guardando comboios. Em abril de 1942, ela estava exibindo a Carrier Task Force 16 quando lançava o famoso Halsey-Doolittle Raid contra o Japão. Logo depois, o Ellet e sua força-tarefa acelerou para reforçar as forças navais dos EUA que lutavam na Batalha do Mar de Coral, mas a batalha foi vencida antes que ela pudesse se engajar. Em junho de 1942, o Ellet, agora parte da Força-Tarefa 17, desempenhou um papel importante durante a Batalha de Midway.


USS Enterprise CV-6 O navio mais decorado da segunda guerra mundial

Até poucos anos atrás, um dos feitos de ousadia mais famosos, embora menos oficialmente reconhecidos, da Guerra do Pacífico foi o Doolittle Raid de abril de 1942. Em 18 de abril de 1942, dezesseis bombardeiros médios B-25 da Força Aérea do Exército sob o comando do Coronel James & quotJimmy & quot Doolittle, disparou sobre Tóquio, Osaka, Kobe e outras cidades nas ilhas japonesas, e lançou cerca de 16 toneladas de bombas em uma variedade de alvos militares e industriais. Embora o bombardeio em si tenha sido pequeno demais para ter qualquer impacto militar duradouro, seu impacto moral e psicológico foi enorme, em ambos os lados do oceano. Americanos, furiosos e deprimidos após quatro meses de derrota - culminando na queda de Bataan em 8 de abril - emocionaram-se com a palavra de que finalmente os japoneses foram atingidos onde moravam. E a liderança japonesa, alarmada com a vulnerabilidade das ilhas natais e a ameaça ao imperador, embarcou no curso estratégico que culminaria na Batalha de Midway.

Mas de onde vieram os aviões? A princípio, tudo o que o presidente Roosevelt zombou foi que eles haviam voado de "Shangri-La", o lendário paraíso do Horizonte Perdido de James Hilton. Não até maio de 1943, muito depois Hornet O CV-8 foi afundado na Batalha de Santa Cruz, o véu do segredo e da censura se levantaria e revelaria que Hornet, escoltado por navio-irmão Empreendimento e dezesseis cruzadores, contratorpedeiros, petroleiros e submarinos carregaram os bombardeiros até 650 milhas da costa japonesa, lançando-os pouco depois das 8h da manhã daquele sábado.

Naquela época, porém, as mentes estavam voltadas para outros assuntos, como as campanhas nas Ilhas Salomão e na Nova Guiné. Cinquenta e três anos se passariam antes que os homens e navios da Força-Tarefa 16, que carregaram os invasores de Doolittle nas águas inimigas, fossem reconhecidos por sua bravura e seu papel crítico em elevar o moral americano decadente.

A Citação foi apresentada em 15 de maio de 1995, em uma cerimônia no Pentágono, com a presença de mais de 100 veteranos da Força-Tarefa 16. Estiveram presentes o secretário da Marinha John Dalton, o secretário adjunto da Marinha Bernard D. Rostker, o chefe de operações navais JM Boorda e o senador de New Hampshire Robert C. Smith, que iniciou a campanha para o Citation após saber da supervisão de um de seus constituintes: Bert Whited, de Hornetestá fazendo o escotismo Oito. Depois de um relato da missão pelo secretário adjunto Rostker, os veteranos da Força-Tarefa 16 receberam a Menção, que dizia:

A Menção da Força-Tarefa 16 é concedida aos seguintes navios e a todo o seu pessoal que participou do Ataque Doolittle:


Ellet DD- 398 - História

EVENTOS NAVAL, SETEMBRO 1939 (Parte 1 de 2)
Sexta-feira, 1ª - quinta-feira, 14

Nota: todas as embarcações e aeronaves são britânicas ou Dominion, a menos que seja identificado de outra forma - clique para abreviações.
Correções com agradecimento a Donald Bertke

(para obter mais informações sobre o navio, vá para a página inicial do Histórico Naval e digite o nome na Pesquisa de site)

Eventos de fundo - setembro de 1939 a março de 1940
Começa a Batalha do Atlântico, 'Guerra Falsa' em terra, Batalha do Rio da Prata

1939

Sexta-feira, 1 de setembro

Alemanha invadiu a Polônia

báltico - os primeiros tiros da guerra foram disparados pelo encouraçado alemão SCHLESWIG HOLSTEIN nas fortificações polonesas de Gdansk (Danzig) em Westerplatte. Ela havia chegado seis dias antes, quando Hitler confiscou o porto polonês de Gdansk para a Alemanha, rebatizando-o de Danzig.

Forças navais alemãs - para a invasão da Polônia estavam sob o comando do Comando do Grupo Naval Leste (Almirante Conrad Albrecht):

O Comandante da Força de Reconhecimento (Vize Adm Hermann Densch) tinha sob seu comando os cruzadores leves K LN, LEIPZIG, N RNBERG.

O oficial que comanda os torpedeiros (Konter Adm Gunther Lutjens) comandou os destróieres BERND VON ARNIM, BRUNO HEINEMANN, ERICH STEINBRINCK, FRIEDRICH ECKHOLDT, FRIEDRICH IHN, GEORG THIELE, LEBERECHT MAAS, RICHARD BEITZEN, WOLKotGilla e S. .11, S.12, S.13, S.18, S.19 e o navio-depósito TSINGTAU.

BRUNO HEINEMANN teve uma falha na bomba de alimentação de água e foi forçado a retirar-se para reparos em Wilhelmshaven.

Officer Commanding Minesweepers (KptzS Friedrich Ruge in old torpedo boat T.196) commanded escort ships F.7, F.8, F.9, F.10, the 1st Minesweeping Flotilla with minesweepers M.1, M.3, M.4, M.5, M.7, M.111, M.132, the Experimental Barrage Command with old minesweepers ARKONA, NAUTILUS, OTTO BRAUN, PELIKAN, SUNDEWALL and the 3rd Motor Minesweeping Flotilla with motor minesweepers R.33, R.34, R.35, R.36, R.38, R.39, R.40.

German submarine forces - Officer Commanding U-boats East (FKpt Oskar Schomburg) commanded U.5, U.6, U.7, U.14, U.18, U.22, U.31, U.32, U.35, U.57.

U.5, U.6, and U.7 patrolled the Kattegat near Laeso.

U.22 patrolled inside the Irben Strait .

U.31, U.32, U.35 were off the Gulf of Danzig for minelaying and U.14 and U.18 on patrol off the Gulf of Danzig.

U.57 patrolled off Libau.

On the 2nd, U.22 and U.57 were withdrawn to provide relief for the other patrols. Both boats proceeded to Memel for refuelling, then departed on the 3rd. U.57 arrived at Kiel on the 5th and departed that day for patrol off Laeso.

On the 7th, the Gulf of Danzig U-boats were ordered to the North Sea.

On the 10th, the Baltic patrols were cancelled and the submarines returned to patrols and the U-boat Training School.

Polish naval operations - the Polish Fleet sortied from Gdynia, but not before Polish torpedo boat MAZUR was sunk in German air attacks. Destroyer WICHER, minelayer GRYF, and minesweepers CZAJKA, CZAPLA, JASKOLKA, MEWA, RYBITWA, ZURAW were able to leave port to conduct the mining of Gdansk Bay , code named Exercise RURKA.

In Puck Bay , near Gdynia, the Polish force was attacked by German dive bombers, and minelayer GRYF and minesweeper MEWA seriously damaged. GRYF was forced to jettison her mines to prevent the explosion of those still on deck and was unable to begin Exercise RURKA. MEWA was towed to Hela by RYBITWA.

Submarines ORZEL and WILK departed Gdynia for patrol in the Gulf of Gdansk and RYS, SEP, ZBIK also sailed from Gdynia for patrol in Puck Bay off Hela to attack German surface ships.

WILK attacked German destroyer ERICH STEINBRINCK unsuccessfully and was then damaged by depth charges dropped by her and FRIEDRICH IHN, but was able to continue on patrol.

British Home waters - battleship RAMILLIES (above - Maritime Quest) departed Scapa Flow for escort duties from Devonport.

Aircraft carrier COURAGEOUS with destroyer STURDY, after departing Portsmouth on 31 August, arrived at Portland at 1700. Destroyers ARROW arrived there at 1550, ACASTA, which had departed Portland at 0640 that morning, and ANTHONY arrived at 1615, and ACHATES at 1745.

Aircraft carrier HERMES , sailing from Plymouth, arrived at Portland at 2015, and destroyer ACHERON on the 2nd. Here they joined destroyer ANTELOPE which was already at Portland.

Central and South Atlantic Destroyers DOUGLAS and WISHART departed Gibraltar for patrol. French destroyer BASQUE also left Gibraltar.

Heavy cruiser EXETER arrived at Freetown from Devonport and later the same day, departed for Cape Verde Island.

Heavy cruiser CUMBERLAND , which had departed Plymouth on 31 August after EXETER, was also en route for Freetown.

Mediterrâneo - destroyer ICARUS was damaged in collision with Greek steamer MICHALIS (4680grt) off Alexandria, while they were alongside each other at sea. ICARUS's hull was stove in, and she and the Greek steamer were escorted to Alexandria by destroyer INTREPID. Following temporary repairs, ICARUS proceeded on the 10th for repairs at Malta completing on 8 October.

Saturday, 2 September

British Home waters - battlecruiser RENOWN escorted by destroyer SARDONYX departed Portsmouth for Scapa Flow, arriving on the 4th.

Aircraft carrier COURAGEOUS escorted by destroyer STURDY departed Portland before dawn, and arrived at Plymouth later that day.

Destroyer ENCOUNTER departed Portland at 0545 and arrived at Plymouth.

báltico - Polish naval auxiliary ships GYDNIE (538grt) and GDANSK (538grt) were sunk by German bombing in the Gulf of Gdansk.

Polish submarine SEP unsuccessfully attacked German destroyer FRIEDRICH IHN at 1238 with one torpedo, north of Heisternest. SEP was damaged in the counterattack, but able to continue on patrol.

German waters - Commander Reconnaissance Forces with light cruisers K LN, LEIPZIG, N RNBERG in the Baltic was ordered to the North Sea .

U-boat movements - U.31, U.32, and U.35 were in the Baltic near Hela to mine the approaches to the Gulf of Danzig. However, the escape of the Polish destroyers made these operations unnecessary and they were transferred from the Baltic to the Atlantic , first arriving at Wilhelmshaven. From there:

U.32 set out on patrol on the 5th,

U.31 and U.35 on the 9th,

U.31 and U.35 were ordered to patrol areas west and south of England, respectively, and U.32 to lay mines off the Bristol Channel on the 17th.

French Force de Raid, Atlantic - the Brest-based Force of battlecruisers DUNKERQUE, STRASBOURG , light cruisers GEORGES LEYGUES, GLOIRE, MONTCALM and large destroyers L'AUDACIEUX, LE FANTASQUE, LE MALIN, LE TERRIBLE, LE TRIOMPHANT, L'INDOMPTABLE, MOGADOR, VOLTA was ordered to Casablanca at high speed to protect the North African ports from attack from the sea, departing at 2000/2nd. The 2nd Destroyer Division of destroyers FOUGUEUX, FRONDEUR, L'ADROIT and 5th Division BRESTOIS, BOULONNNAIS, FOUDROYANT left Brest on the 2nd as local escort and to carry out an anti-submarine sweep in the local approaches. The local escort returned to Brest on the 3rd.

Minelaying cruiser LA TOUR D'AUVERGNE (former PLUTON), also at Brest, sailed with the Force de Raid to lay a defensive minefield off the Moroccan coast. She was detached on the 4th and arrived, unescorted, at Casablanca on the 5th, where she remained until her loss on the 13th.

When intelligence revealed the threat did not exist, the operations were cancelled and the forces arrived back at Brest at 0740 on the 6th. They received an additional escort from the 4th Destroyer Division with destroyers BOURRASQUE, ORAGE, OURAGAN, which departed Brest on the 5th.

French naval forces, Mediterranean - The French 2nd Second Squadron, battleships PROVENCE , BRETAGNE, LORRAINE with the nine destroyers of the 1st Destroyer Flotilla, which had departed Toulon 31 August, arrived at Oran on the 2nd. The Squadron carried on and arrived at Gibraltar on the 3rd.

The French 3rd Squadron arrived back at Toulon on the 2nd after covering convoy R.3.

Later that day, heavy cruisers, ALG RIE, COLBERT, DUPLEIX, FOCH, TOURVILLE with destroyers CHEVALIER PAUL, TARTU, VAUQUELIN of the 5th Large Destroyer Division, GERFAUT and VAUTOUR of the 7th Large Division, and CASSARD, KERSAINT,MAILL BR Z of the 9th Large Division departed Toulon and arrived at Oran on the 3rd.

Mediterrâneo - Light cruiser ARETHUSA and the 3rd Destroyer Flotilla (less IMOGEN and ICARUS) departed Alexandria to patrol between Cape Matapan and Crete.

The destroyers arrived at Malta on the 4th, where they joined IMOGEN which earlier had been sent to Marseilles with dispatches, reaching Malta on the 3rd. All the destroyers then carried on to Gibraltar , arriving on the 5th to operate out of there on anti-submarine duties in the Atlantic.

Central and South Atlantic - Convoy AB.1 of British tankers BRITISH ARDOUR (7124grt, Cdre Mr H Fulcher), BRITISH LOYALTY (6993grt), BRITISH PRINCESS (7019grt), BRITISH MOTORIST (6891grt), BRITISH PROGRESS (4581grt) and steamers CITY OF HEREFORD (5105grt), CITY OF SHANGHAI (5828grt) ROWANBANK (5102grt) departed Gibraltar for Capetown. BRITISH FAITH (6955grt) had broken down just after weighing anchor and did not proceed with the convoy.

Light cruisers DAUNTLESS and DESPATCH (9th Cruiser Squadron) departed Gibraltar at 1930 and proceeded with the convoy.

Destroyers DOUGLAS, WATCHMAN, WISHART, WRESTLER of the 13th Destroyer Flotilla joined the convoy at 2200/2nd and carried out anti-submarine sweeps, before leaving at 0805/3rd.

Light cruiser DURBAN departed Gibraltar for Freetown where she arrived on the 8th with seaplane tender ALBATROSS.

DAUNTLESS was detached on the 11th and arrived at Freetown on the 13th.

On the 13th DESPATCH turned the convoy over to DURBAN which had departed Freetown on the 12th.

DESPATCH reached Freetown on the 14th. DURBAN reached Capetown on the 29th.

oceano Índico - destroyers DECOY, DEFENDER, DELIGHT, DUCHESS which had departed Hong Kong on 28 August, left Singapore on the 2nd en route to join the Mediterranean Fleet.

Pacífico - New Zealand light cruiser ACHILLES en route to the West Indies from New Zealand received orders to patrol off the west coast of South America .

Sunday, 3 September

Declarations of war - Great Britain and France declared war on Germany at 1115 and 1700 respectively. Australia , New Zealand, and British India also declared war.

Home Fleet, including German shipping - Adm Forbes was some 400 miles west of the Hebrides having just completed a sweep to the west to cover the trade routes with his battlefleet and destroyers were SOMALI, ASHANTI, BEDOUIN (defects corrected), ESKIMO, PUNJABI, TARTAR of the 6th Destroyer Flotilla and FAULKNOR, FEARLESS, FIREDRAKE, FORTUNE, FOXHOUND of the 8th Flotilla. ASHANTI and SOMALI had refuelled at Scapa Flow on the 2nd and the rest of the destroyers departed earlier on the 3rd, also after refuelling at Scapa.

Destroyers MASHONA and MATABELE of the 6th Flotilla and FAME, FORESIGHT, FORESTER, FURY of the 8th departed Scapa Flow that evening to join Forbes at sea., FORESTER and FURY carried out anti-submarine attacks at 2140, WNW of Rockall in 58-53N, 18-42W.

Adm Forbes was also looking for German liner BREMEN (51,656grt) which was known to have departed New York on 30 August. However, BREMEN evaded British patrols and arrived at Murmansk on the 6th.

Destroyer SOMALI did capture German steamer HANNAH BOGE (2372grt) which had departed Shediac Bay in New Brunswick on 26 August. She was intercepted at 63󈚸N, 16󈛇W, taken to Kirkwall, arriving on the 5th, and later renamed CROWN ARUN in British service.

That evening at 1840, on report of German warships leaving Schillig Roads, the Home Fleet was deployed to the east of the Fair Isle Channel, arriving on station at 0600 on the 5th.

During the evening of 3 September, destroyer ESKIMO experienced a turbine problem and was returning to Scapa Flow alone when she encountered FAULKNOR, FIREDRAKE and FOXHOUND. She was at first taken for German, but no shots were fired and the encounter ended uneventfully. ESKIMO safely arrived at Scapa Flow and the defects were corrected on the 11th.

Loss of British liner Athenia - U.30 torpedoed ATHENIA (13,581grt) south of Rockall Bank in 56󈛐N, 14󈚩W. Soon on the scene were destroyers ELECTRA, ESCORT, American steamer CITY OF FLINT (4963grt), Norwegian steamer KNUTE NELSON (5749grt), Swedish pleasure yacht SOUTHERN CROSS.

Lost with ATHENIA, which sank on the 4th, were 93 passengers and 19 crew members. The 376 survivors were picked up by SOUTHERN CROSS and of these, 220 were transferred to CITY OF FLINT and the other 156 to the destroyers.

Adm Forbes had also dispatched destroyer FAME from his screen at 2300 to assist. When she was not needed to lift survivors, FAME carried out anti-submarine sweeps in the area.

KNUTE NELSON took the survivors to Galway and the rest were taken to Greenock.

CITY OF FLINT later took 223 American survivors to Halifax , arriving on the 13th, and escorted into port by US Coast Guard cutters BIBB (WPG.31) and CAMPBELL (WPG.32).

British northern waters - battleship ROYAL SOVEREIGN arrived at Scapa Flow at 1030/3rd, escorted by destroyers FAULKNOR, FORTUNE, ESKIMO, TARTAR.

Destroyer VALOROUS and sloop ENCHANTRESS departed Rosyth on the 2nd for patrol in the Pentland Firth.

British east coast - coastal minelayer PLOVER laid mines off Bass Rock in the Firth of Forth in Operation BRM.

Destroyers BROKE, WANDERER, WHITEHALL of the 15th Destroyer Flotilla departed Rosyth for patrol on the 1st. WANDERER and WHITEHALL carried out an anti-submarine sweep off Blyth, both destroyers arriving at Scapa Flow on the 4th.

Traineira alemã SOPHIE BUSSE (215grt) was seized by British forces at Grimsby and renamed ELSIE CAM in British service.

Destroyer WITCH, 17th Flotilla departed Rosyth for Harwich on 31 August. (30th Destroyer Division, 17th Flotilla was at Milford Haven for escort duties.)

Escort vessel/destroyer WHITLEY and sloop PELICAN departed Harwich on the 3rd

Vapor alemão POMONA (3457grt) was seized by British forces at London . Although the crew set her on fire, the ship was saved and renamed EMPIRE MERCHANT in British service.

Humber Force - light cruisers GLASGOW , SOUTHAMPTON and destroyers JERVIS, JACKAL, JAVELIN, JERSEY had departed the Humber on the 1st and were sweeping off the Norwegian coast for German shipping.

Destroyers JANUS and JUNO arrived in the Humber for operations on the 3rd after working up.

Destroyer JUPITER was at Grimsby repairing defects and arrived at Rosyth on the 6th.

The Humber Force arrived at Rosyth on the 7th after this patrol.

British North Sea submarine patrols - began off Horn Reef, in the approaches to the Kiel Canal and Wilhelmshaven , and on the extension of the Montrose-Obrestad air patrol line - the last sixty miles of which was beyond the range of the Anson aircraft then in service.

Operating off the Norwegian coast and stationed twelve miles apart were 2nd Flotilla submarines SEAHORSE, which had departed from Dundee on 24 August, SPEARFISH from Portland on 25 August, STURGEON from Portland on 27 August, SWORDFISH, also from Dundee.

SPEARFISH was attacked by a U-boat on the 3rd but dived when torpedo tracks were seen and escaped unharmed.

STURGEON was bombed by friendly aircraft in 56-34N, 01-04W at 1620 and 1642/4th.

SEAHORSE was also attacked by friendly aircraft, a RAF Coastal Command Anson of 233 Squadron, east of Dundee , at 2007/5th. She sustained minor damage, a claim made by the aircraft, but the Anson herself crashed into the River Eden because of fuel leaking from a damaged tank. The crew were rescued from their dinghy.

Submarines STERLET, OXLEY, and TRITON departed Dundee on patrol on 3, 4, and 5 September, respectively.

Submarines H.32, L.26, L.27, UNDINE, UNITY, URSULA of the 6th Flotilla departed Blyth on 31 August for patrols in the Heligoland Bight, being withdrawn for refuelling at dusk on the 11th and arriving back at Blyth after dawn on the 13th.

Danish waters - Danish fishing vessel NORDSTRAND (30grt) was sunk 70 miles west of Horn Reef Light by a mine.

German waters - after being arrested for a debt on 28 August, steamer NAPHTHA SHIPPER (5897grt) was seized by German forces at Hamburg and renamed ALTENGAMME in German service.

báltico - U.14 attacked Polish submarine SEP south of Aland Island in the Baltic without success. U.18 also encountered a Polish boat on the 3rd, but was unable to attack.

Polish destroyer WICHER and minelayer GRYF, along with other smaller Polish units, were anchored at Hela, when they were attacked and damaged by German destroyers LEBERECHT MAAS and WOLFGANG ZENKER. MAAS sustained some damage and four dead from a shore based battery hit and the German ships were forced to withdraw without destroying the Polish ships. MAAS was repaired at Swinem nde, completing on the 10th and Norwegian steamer BJORNVIK (812grt) was damaged by the German ships gunfire at Gdynia. Failing to deal with the Polish ships, the German destroyers called in the Luftwaffe which sank WICHER, GRYF, minesweeper MEWA, and gunboat GENERAL HALLER two hours later. German forces later raided GRYF, which was sunk as a target ship ten miles north of Gydnia.

German MTB S.23 sank Polish pilot vessel LLOYD BYDGOSKI (80grt) at 54-35N, 19-08E near Hela.

Polish submarine WILK laid twenty mines east of Hela at 54-31N, 18-48E.

German minelaying operations - Beginning on the 3rd and continuing through to the 17th, German light cruisers EMDEN, K LN, K NIGSBERG, LEIPZIG, N RNBERG and sloop GRILLE covered minelaying operations from Terschelling 150 miles northward into the Heligoland Bight.

Destroyer HANS LODY was damaged on the 4th by an explosion of her anti-sweep device while loading mines. Her stern was damaged.

The first operation departed late on the 4th with three groups: First group K LN, K NIGSBERG and destroyers DIETHER VON ROEDER and HANS L DEMAN second group - sloop GRILLE with destroyers HERMANN K NNE and KARL GALSTER third group - minelayers COBRA and ROLAND with destroyers ERICH GIESE and THEODOR RIEDEL.

Minefield F (Martha Hans) was laid by COBRA, ROLAND, GIESE and RIEDEL from Cuxhaven on the 4th, where they returned after the operation.

Minefield A (Martha Ida) was also laid COBRA, ROLAND, GIESE and RIEDEL sailing from Cuxhaven on the 5th.

Two barrages of Martha Gustav were laid on the 8th by COBRA and ROLAND, this time with destroyer FRIEDRICH IHN. After the operation, the ships proceeded to Emden.

Minefield B (Martha Eins), was laid on the 13th by minelayers COBRA, KAISER, ROLAND from Wilhelmshaven and by HANSESTADT DANZIG with destroyers BERND VON ARNIM, FRIEDRICH ECKHOLDT, THEODOR RIEDEL. Torpedo boats of the 6th Flotilla escorted the operation.

Minefield C (Martha Zwei), was laid on the 15th by COBRA, HANSESTADT DANZIG, KAISER, ROLAND, and destroyers ARNIM, STEINBRINCK, ECKHOLDT, RIEDEL with Torpedo and S-boats screening the operation.

Minefield G (Martha Drei), was laid on the 17th by COBRA and HANSESTADT DANZIG, escorted by torpedo boats of the 6th Flotilla.

U-boat operations - U.12, U.36, U.56, U.59, U.58 were on a patrol line off Great Fisher Bank and U.13, U.15, U.17, U.21, U.23 in the southern North Sea .

U.16, which departed Wilhelmshaven on the 2nd, laid mines in Tees Bay off Hartlepool on the 5th. Before returning to Wilhelmshaven on the 8th, she reconnoitred the approaches to Scapa Flow in the Pentland Firth.

U.20 was on passage for patrol in the northern North Sea off Utsire.

U.23, off Flamborough to lay mines, was recalled to Wilhelmshaven before the minefield was laid. They were laid by U.15 on the 6th.

U.24 had departed Wilhelmshaven on the 2nd to lay mines off Dunkirk, but the operation was cancelled, and she returned to Kiel on the 5th.

Minelaying off Dover and Calais had already been cancelled due to shortage of boats.

Dover Straits - destroyers CODRINGTON, BASILISK, BEAGLE, BLANCHE, BOADICEA, BOREAS, BRAZEN, BRILLIANT departed Dover on 31 August for patrol in the English Channel. The patrols were divided into two sectors - a north patrol area between Goodwin Sands and Sandetti Bank, and a south patrol area between the South Goodwins and Ruytingen Bank.

English Channel - in the Western Approaches Command, destroyers ESCORT and ELECTRA of the 12th Destroyer Flotilla departed Portland for patrol on the 2nd. ENCOUNTER departed Portland on the 2nd to join sister ship ECLIPSE at Plymouth , and EXMOUTH and ESCAPADE, also of the 12th Flotilla departed Portland on the 3rd.

Destroyer KEITH, 17th Destroyer Flotilla departed Plymouth on the 3rd.

French Channel coast - destroyers MALCOLM, VANSITTART, WIVERN, 16th Flotilla from Portsmouth arrived at Le Havre on the 3rd.

Central and South Atlantic - light cruisers CAPETOWN and COLOMBO departed Gibraltar for patrol west of Portugal in the area of 38N, 20W, and arrived back on the 12th.

Light cruiser DANAE departed Freetown for Simonstown, arriving on the 11th.

Light cruiser AJAX sailed from Rio de Janiero on 30 August and on the 3rd in 33󈛂S, 53󈛂W captured German steamer OLINDA (4576grt) which had departed Montevideo on the 2nd. As AJAX could not spare a prize crew, OLINDA was sunk with scuttling charges after the crew was placed aboard British tanker SAN GERALDO (12,915grt). AJAX had the distinction of firing the first British shots of the war.

Australian Navy - heavy cruiser CANBERRA departed Garden Island, Sydney for patrol late on the 2nd, followed by light cruiser HOBART and destroyer VOYAGER on the 3rd. HOBART patrolled the trade route between Gabo Island and Wilson's Promontory and VOYAGER in the vicinity of Cape Howe .

Destroyer VENDETTA, also after departing Garden Island, and on patrol 100 miles east of Port Stephens sighted steamer SPEYBANK (5154grt).

Destroyer VAMPIRE was on patrol off Cape Otway looking for Italian steamer ROMOLO (9780grt) which later arrived at Brisbane.

Sloops SWAN and YARRA were on anti-submarine patrol off Sydney.

Monday, 4 September

Western Atlantic - German steamer CHRISTOPH V DOORNUM (3751grt) was seized by Canadian forces at Botwood, Newfoundland, and renamed EMPIRE COMMERCE in British service.

Faeroes - destroyer FORTUNE attacked a submarine contact 30 miles south of Munken Rock in 61-11N, 07-39W.

British northern waters - battleships ROYAL OAK and ROYAL SOVEREIGN departed Scapa Flow, escorted by destroyers BROKE WANDERER, WHITEWALL for patrol in the North Sea.

WANDERER attacked a submarine contact at 1945, 90 miles east of the Orkneys, southeast of Sumburgh Head in 59-23N, 00-11W. WHITEHALL rejoined the escort at 1128/5th.

Destroyers FORESIGHT, FORESTER, FURY departed Scapa Flow on the 5th and joined the battleships at 1330/6th.

The force arrived back at Scapa Flow at 1709/6th.

British east coast - Destroyer JACKAL attacked a submarine contact NE of Flamborough Head in 54-29N, 00-05E.

U.13 laid mines off Orfordness during the night of 4/5 September. Two merchant ships were sunk and one damaged in this field. U.17 laid mines in the Downs.

Norwegian waters - German coaster LIANNE (125grt) was lost between Graverne, Sweden, and Hamburg about this time. She reportedly scuttled herself after sighting British light cruisers GLASGOW and SOUTHAMPTON sweeping in the area. However, it appears she was lost in a German minefield on the 7th, as reported by Greek steamer KOSTI (3933grt) herself damaged earlier in the same field. There were no survivors from LIANNE. (Corrections thanks to Mark Viglietti)


Assista o vídeo: Paris 1942 WWII True Story (Pode 2022).


Comentários:

  1. Gillecriosd

    Desejo que de jeito nenhum eu

  2. Chadwyk

    uau ...

  3. Goltitaxe

    E existe um análogo?

  4. Vudoran

    Bom site, mas mais informações precisam ser adicionadas

  5. Artus

    Eh, um pouco tarde

  6. Seanan

    Por favor, feche o caso.

  7. Tujar

    Eu acho que ele está errado. Precisamos discutir. Escreva para mim em PM, ele fala com você.



Escreve uma mensagem

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos